#3 Crafting – Escolhas que nos definem [Part. Final]

#3 Crafting – Escolhas que nos definem [Part. Final]

[Dica Tier 2] A tão esperada continuação do post da semana passada…

Olá Aventureiros aqui quem fala é o Akadians, vocês estão prontos para segunda parte da nossa postagem sobre tipos de Crafters? Iniciando peço desculpas pelo atraso em postar, tinha planejado este post para o meio da semana passada para assim não ficar um espaço muito grande entre a primeira e a segunda parte, mas infelizmente tive algumas surpresas na vida pessoal e acabei até por atrasar meu post de segunda. Sem mais delongas vamos a continuação.

Se você começou a acompanhar agora seja bem-vindo, nós aconselhamos ler a primeira parte antes para todo o conteúdo fazer mais sentido. ” #2 Crafting – Escolhas que nos definem… “.

Para hoje planejei fazer uma comparação apresentando, o que ao meu ver são, os pontos fortes e fracos de cada tipo de crafter e dar algumas dicas sobre qual o melhor modo de iniciar sua jornada rumo ao topo. Comecemos falando sobre o Crafter Autossuficiente:

Crafter Autossuficiente:

Prós: 

  • Grande versatilidade no mercado – Como sua gama de itens é bem maior, você está menos suscetível a ter um grande prejuízo na variação do mercado, pois as chances de todos os seus itens desvalorizarem ao mesmo tempo é menor;
  • Sustentabilidade no Medium e Late game – Por focar na produção dos itens que são importantes para seu set ( quando não a produção do seu set inteiro), a medida que o jogo vai avançando, e os preços também, torna-se uma grande vantagem econômica e logística não ter que pagar os preços inflados do mercado na hora de avançar ou repor um set de equipamentos;
  • Foco ampliado – Em geral, quando se foca na produção de um set, tem-se uma pouca necessidade de variar a coleta, assim com o material coletado pode-se diversificar bem a produção e conseguirmos avanços de qualidade com mais facilidade.

Contras:

  • Fácil esgotamento dos Learning Points – Por se tratar da produção em escala de vários equipamentos de forma simultânea, a utilização do Learning Points para aceleração de aprendizado fica bem prejudicado, pois além de ter uma quantidade reduzida e uma reposição lenta, a necessidade de Learning points cresce consideravelmente enquanto se aumenta os níveis;
  • Recursos em larga escala – Naturalmente quando se aumenta os produtos produzidos aumenta-se também bastante a necessidade matéria prima para a confecção;
  • Tempo de evolução – Não podemos negar que os Learning Points são muitos uteis para rushar um avanço na produção, o que permite aumentar o valor agregado dos seus produtos. Exatamente aqui você terá te provar para si mesmo que fez o que queria, pois por não poder contar muito com os Learning Points para avançar você verá que sua progressão será bem mais lenta se comparado com o crafter negociante.

Como começar:

Por se tratar de uma dica Tier 2 não entrarei muito no assunto da progressão, mas listarei 3 dicas básicas para iniciar neste ramo:

  1. Lar, doce lar – Na verdade esta dica é bem polivalente pois escolher o bioma adequado as suas necessidades é importantíssimo para o inicio da carreira de um Crafter, lembre-se que alguns sites te mostram até a contagem de recursos estimada de cada mapa, faça uso de todas as informações possíveis antes de montar sua base em uma cidade (Não sabe o que é bioma – Clique Aqui.);
  2. Focus, seu melhor amigo – O uso do Focus nunca fará tanto sentido para você como quando você precisar praticamente de um único tipo de recurso para o Craft. Neste caso use e abuse de vantagens como Focus e do retorno base das estações de trabalho da cidade, sei que é chato ter que pagar para utiliza-la mas na atual situação do jogo a taxa de uso ta baixíssima e mais que compensa deixar de usar estações gratuitas, tais como de ilhas de guilda;
  3. Somente o estudo melhora a vida – É até engraçado, mas a frase mais dita por sua mãe a vida inteira também serve para o Albion: estude! – Sim estude! Como o seu ganho está mais concentrado nos Tiers superiores, não compensa para você ficar tentando vender todo item que você produz, estude-os para acelerar sua evolução.

Crafter Negociante:

Prós: 

  • Item de grande circulação – Como premissa básica o foco desde crafter são os itens multi-classes, aqueles que raramente encalham no mercado, todos precisam usar, todos precisam comprar;
  • Quase como um esteróide – Por se tratar de itens de venda, e com menor abrangência de árvores de desenvolvimento, o uso de Learning Points tem sua forma mais eficaz, tornando-se um dos pontos mais fortes deste tipo de crafter;
  • Avanço Acelerado – Por motivo bem similar ao do item anterior, sua árvore mais enxuta dá a vantagem de avançar mais rápido, sendo normal observar que enquanto um Crafter Negociante está produzindo itens T6, o autossuficiente acaba de avançar para o T5, isso com sorte é claro.

Contras:

  • Árvores mais pesadas – Naturalmente os desenvolvedores do game não deixariam um tipo de crafter ter vantagem sobre outro, por esse motivo pode-se observar que as árvores de aprendizado dos itens multi-classe tem alguns níveis a mais, sendo assim se um Crafter Autossuficiente focado em armaduras chega na produção de T5 no lvl 10 – o triste Crafter Negociante focado em capas só chegará no T5 no lvl 20.
  •  Mais materiais na mistura – Em forma geral, todos os itens multi-classes necessitam de 2 matérias primas para serem feitos, sendo assim necessários 2 ferramentas para gathering, e maestria em 2 tipos de refino diferentes, o que pode atrasar bastante as coisas.
  • Mercado é Cruel – O foco em poucos objetos te deixam muito mais vulnerável a desvalorizam seu item no mercado, sendo assim, menor rendimento nas vendas.

Como começar:

Utilizaremos o mesmo esquema de 3 dicas para o Crafter Negociante;

  1. Lar, doce lar – Como dito logo acima escolher o bioma adequado as suas necessidades é importantíssimo para o inicio da carreira de um Crafter. O Albion, em seus biomas, tem praticamente todas as combinações de recursos necessárias para produzir qualquer item. Lembre-se dos sites que lhe mostram até a contagem de recursos estimada de cada mapa e faça uso de todas as informações possíveis antes de montar sua base em uma cidade (Não sabe o que é bioma – Clique Aqui.);
  2. Learning Points seu melhor amigo – Ao contrário do Crafter Autossuficiente o uso de Learning Points pode lhe dar aquela vantagem na evolução, mas lembre-se: primeiro foque em coletar o material, depois providencie o refino das materiais primas para então avançar na produção dos itens. Caso você não siga essa ordem terá grandes problemas;
  3. Não seja um parasita – Essa dica é importante para você que deseja lucrar no mercado, não sufoque e desvalorize seu produto, vemos todos os dias uma infinidade de jogadores que erroneamente abaixam absurdamente o preço do seu produto tentando ganhar na quantidade. Seja inteligente, se o seu produto está com um preço baixo, ao invés de baixar mais ainda, estude o item e se especialize, assim você progredirá mais rápido para o próximo tier e terá um item economicamente mais viável.

 

Bom galera, espero que tenham gostado, como sempre agradeço a vocês o tempo e oportunidade de ler o meu artigo, peço que deem sua opinião nos comentários, digam se faltou algo ou se vocês tem uma visão diferente sobre o assunto, curtam e compartilhem o nosso trabalho… Eu Akadians estarei aqui toda segunda com vocês com um material fresquinho de Gathering & Crafting…

 

See Ya!

Autor: Akadians

Um amante de RPG de mesa que foi trazido para o mundo digital onde habita as profundezas dos melhores MMORPGs

Compartilhar a publicação